sexta-feira, 31 de março de 2017

"Paz Sem Voz?"







Às vezes na vida não basta que sejamos pacientes e cordatos; é preciso exigir pressa, é preciso cobrar providências. A paciência é uma virtude, mas quando exagerada, camufla a covardia.

Não basta, a fim de mantermos a paz, que finjamos não ouvir as injúrias, as indiretas e as palavras ríspidas a nós dirigidas; é preciso que olhemos nos olhos dos nossos ofensores e deixemos bem claro que não mais toleraremos tal comportamento. 

Manter a paz a qualquer custo pode nos levar a contrair doenças psicossomáticas causadas por emoções reprimidas; além disso, quem sempre finge não se importar ao ser ofendido, torna-se saco de pancadas e é taxado de bobo.
Não é possível dizer sempre “sim” a tudo que nos pedem, especialmente naqueles momentos que reservamos para nosso descanso, meditação ou lazer. 

Quem sempre se desloca para atender pedidos alheios, corre o risco de nunca mais ter paz. E não será valorizado por isso, pois na primeira vez em que realmente não puder atender a um pedido, será chamado de egoísta. Aprender a dizer “não” quando algo não nos é conveniente, não nos diz respeito, ou simplesmente é algo não queremos fazer, é sinal de força, e ajuda a impor limites para que não invadam a nossa tranquilidade e a nossa privacidade. 

Muitos de nós passamos muito tempo apenas tentando defender nossos espaços; mas às vezes, é preciso ser mais convincente, e ao invés de apenas nos defendermos, enquanto o inimigo ganha território, é necessário atacar, fazer o inimigo recuar a fim de que retomemos o espaço que nos pertence. Quem não sabe ser combativo, termina sendo acuado a um canto, obedecendo as determinações que mais convém às necessidades alheias.

Perdoar não quer dizer voltarmos a nos submeter a quem frequentemente abusa de nós e nos magoa; muitas vezes, perdoar e esquecer favorece bem mais a quem perdoa do que a quem é perdoado, pois nos dá paz de espírito e espaço para seguirmos com a vida, sem nos prendermos a ressentimentos e nos contaminarmos com a raiva e com pensamentos vingativos. Porém, é preciso, algumas vezes perdoar e esquecer aqueles que vivem nos fazendo mal.

Ser feliz é melhor que ter razão? Depende; quem poderia dizer-se feliz, quando tem certeza absoluta de alguma coisa, mas concorda em abrir mão de suas ideias apenas para agradar aos outros ou conservar uma falsa paz? Ser feliz também é lutar pelas nossas convicções, especialmente quando temos certeza de que elas são verdadeiras. Quem deixa que suas convicções sejam sempre atropeladas, acaba mudo, relegado ao quartinho dos fundos onde ninguém o respeita. 

Há certas situações na vida que exigem que saibamos nos impor, lutar pelo que acreditamos, dizer não, erguer limites, desfazer amizades abusivas, sair da estrada reta e virar à direita ou à esquerda, em direção a um novo caminho – mesmo que ele seja desconhecido – pois se o caminho que conhecemos tornou-se cansativo, improdutivo e cheio de padrões repetitivos, é melhor correr o risco de mudar a permanecer nele. 





segunda-feira, 27 de março de 2017

Vazio









Havia uma estrada, e ao final desta, um penhasco
Onde as pessoas perdidas se sentavam
Para olhar o mar.
O marulhar das ondas trazia à praia, lá em baixo,
Cenas que que eles queriam recordar.

Mas elas traziam, e levavam de volta
Para as profundezas, o que estava consumado.
E eles dormentes, no alto do penhasco,
Buscando  ilusões no que fora encerrado.

Enquanto isso, as águias passavam,
E as gaivotas gritavam, lá no alto...
O sol percorria sua viagem diária
De nascer e morrer no mesmo acaso.


















Sabedoria ou Inteligência?







Estou lendo um livro de Eddie Van Feu - uma autora brasileira que encontrei na Amazon. Ela fala muito sobre magia e rituais mágicos. Eu acredito que tais rituais servem para ajudar a concentrar e harmonizar intenção, vontade e ação. Podem ajudar, se alguém precisa deles. Não direi aqui que sou contra, ou que não acredito, justamente porque eu já testei algumas vezes os meus próprios, e deram resultado. Só não devemos usar o pensamento concentrado para fazer mal aos outros, porque realmente pode funcionar, e aquilo que emitimos conscientemente para os outros, sempre volta para nós. Mas aqueles que não acreditam, estão no seu direito - desde que respeitem o direito de quem acredita!

Há alguns dias, eu estava pensando na diferença entre sabedoria e inteligência. Muita gente acha que são a mesma coisa. Embora todas as pessoas e animais possuam inteligência - só que de uma maneira diferente -  nem todo mundo age com sabedoria. Bem, eu acho que ninguém aqui age com sabedoria o tempo todo. Somos humanos, falhamos. Mas é possível tentar agir de maneira sábia a maior parte do tempo. Isto já é, por si, sabedoria. Haverá tropeços e quedas; é natural.  Sempre há aqueles dias em que nos levantamos da cama com o pé esquerdo, e metemos os pés pelas mãos... o importante, é reconhecer o erro, respirar fundo, tentar consertá-lo se possível e seguir em frente.

Mas vamos a um trechinho do livro da autora Eddie Van Feu, que fala de sabedoria e inteligência, e que tem tudo a ver com o que eu penso: 

O LIVRO DE OURO DA PROSPERIDADE E DA SORTE – EDDIE VAN FEU

Um pouco sobre Sabedoria e inteligência...

"(...) Procure manter o coração sempre puro. Isto não quer dizer que você não poderá nunca sentir raiva ou tristeza, decepção ou frustração. A vida é feita dessas coisas também, fazem parte do seu aprendizado. Mas você terá que ter um coração leve, ou seja, um coração livre de sentimentos densos como ódio, ira, rancor, inveja, apego, orgulho e cobiça. Todos esses sentimentos são distorções, excessos, um desequilíbrio facilmente consertável se você estiver disposto a melhorar. 

E o caminho para tudo isso é a sabedoria. É com ela que adquirimos compreensão de tudo o que nos cerca, das coisas que nos acontecem e até como lidar com aquilo que não compreendemos ou nos magoa. Afinal, entender que levou uma facada nas costas não torna menos doloroso o fato em si! Para quem não sabe definir o que é sabedoria, por favor, não confunda com inteligência. E não confunda inteligência com acúmulo de informações. Meu PC é cheio de informações, o que não lhe dá inteligência, e muito menos, sabedoria.

Estamos vivendo num mundo onde temos informação demais e pouco tempo para digeri-la. Muita gente lê livros, vê filmes, assiste a novelas, e não consegue dizer o que gostou ou o que não gostou, e muito menos, porquê. Quando dava aulas para crianças e adolescentes de roteiro e quadrinhos, sempre promovia uma discussão sobre um filme que todos tivessem visto. Salvo uma rara turma que tive, que chamo até hoje de “Turma de Ouro,” as outras turmas (que também amei e que muito me ensinaram) geralmente respondiam com uma opinião direta de ‘amei’, acompanhados de adjetivos como ‘ridículo’, ‘muito bom’, ‘horrível’ e ‘lindo.’ Quando eu me dirigia a um deles e perguntava diretamente: “Por que?”, a turma mergulhava em silêncio. Se eu ouvisse um “Porque sim”, aí todo mundo tomava esporro, porque aluno meu não pode ser irracional.

E foi à base de muito esforço, e de muito esporro, que comecei a ouvir explicações mais coerentes. Tudo o que eu queria é que eles aprendessem a ver além, a ver a mensagem que estava sendo passada para eles em cada novela, filme ou propaganda, para que não se permitissem ser manipulados, uma geração de trouxas. Essa compreensão é sabedoria. Saber dados específicos sobre um fato e repetí-lo com ar superior, não é. Ter uma opinião embasada em argumentos honestos é sabedoria. Tentar impô-la aos outros não é.

Num resumo, inteligência é olhar as nuvens negras no céu e saber que são cúmulos cheios de água que cairá sobre  a terra numa reação natural, talvez provocando raios e trovões ao se tocarem. Sabedoria é pegar o guarda-chuva antes de sair de casa."


O que vocês acham?




terça-feira, 21 de março de 2017

Um Jardim






Um jardim
Pode tornar-se quase o mundo inteiro.
As flores mudas falam aos olhos,
E os ecos de suas vozes miúdas
Ressoam no silêncio,
Compondo uma nova canção
Que as margaridas e as rosas interpretam.


Talvez alguém passe, e se pergunte:
"O que há do lado de dentro?"
E vá logo embora, se esquecendo,
Absorvido pelas urgências,
Sem saber que lá dentro, alguém está completo,
Sem saber que lá existe um mundo.







segunda-feira, 20 de março de 2017

Canção do Cansaço

Canção do Cansaço







Às vezes
Dá vontade de fechar as janelas,
Dizer que não estou,
Trancar as tramelas.

Sobre os ombros,
O cansaço de mil anos
Em que nada fiz,
Em que, por um triz,
Escapei de viver
Nessa turba infeliz.

Olho em volta:
Nas voltas que o mundo dá,
As pessoas envelhecem
E ficam tontas,
Antes do tempo.

Às vezes,
Eu sinto um cansaço
Com gosto de asco;
E então, eu me tranco,
O tronco encolhido,
De olhos fechados.





sábado, 18 de março de 2017

A Carne é Podre


🙈🙉🙊




Diante das investigações da Polícia Federal, brilhantemente denominada " Carne  Fraca", fiquei pensando se é possível que desçamos ainda mais baixo, e a resposta é: sim. Infelizmente.

A carne é fraca, pois a mente é fraca. Os que estão sendo investigados nesta operação (falo dos grandes) levaram suas artimanhas adiante porque a carne de todos é fraca, inclusive a dos menores, que cumprem as ordens sem questionar, desde que recebam seus salários no final do mês.

Ora, se eles - os grandes - não tivessem trabalhadores braçais dispostos a levar adiante estas fraudes, ela não teria acontecido, pois eles mesmos não colocariam as mãos na massa a fim de encharcar os produtos com desinfetantes e outras substâncias cancerígenas e altamente prejudiciais à saúde. Todos aqueles que cumpriram ordens também são culpados, e mais ainda, pois o fizeram sabendo que seus amigos, vizinhos e entes queridos também seriam prejudicados, podendo ter a saúde afetada.

Quando alguém paga um matador para acabar com a vida de outra pessoa, o matador é isento de culpa só porque estava cumprindo ordens? Colocar substâncias cancerígenas nos alimentos que serão servidos à mesa de milhões de pessoas não é, igualmente, cometer assassinatos - só que em massa?
Fico me perguntando quantos de nossos amigos, vizinhos e familiares morreram de câncer ou estão doentes devido a estas substâncias.

A corrupção não vem de cima: vem de baixo. Vem principalmente daqueles que fazem qualquer coisa por dinheiro, que vendem as almas ao demônio para que recebam um salário ao final de cada mês. Se não houvesse quem cumpre tais ordens, elas não poderiam ser postas em prática.




terça-feira, 14 de março de 2017

1.641 POSTAGENS, desde 2012




Finalmente terminei de 'etiquetar' minhas postagens neste blog; deu um trabalhão! Afinal, são 1.641 postagens. Separei meus escritos em:

-Contos
-Crônicas
-Interações & Homenagens
-Ironias
-Mensagens
-Poesias
-Reflexões
-Sobre Livros & Filmes.

Há poucos contos, pois logo que comecei a escrever no blogger, abri um blog de contos, o Histórias. Há mais poemas e crônicas. As Ironias são textos sobre o que acho absurdo, engraçado ou irritante. Interações & homenagens contém, é claro, interações com outros escritores e homenagens - feitas ou recebidas. As mensagens são notícias sobre novos blogs e livros, e mensagens de Feliz natal, etc... As Reflexões são meus pensamentos mais íntimos, minhas opiniões e a maneira como enxergo o que me cerca. Sobre Livros & Filmes contém resenhas ou impressões sobre livros que li e filmes que assisti.

Acho que agora vai ficar mais fácil para encontrar seu tipo de leitura preferida.

Aproveito a chance para agradecer pelas mais de 193,300 visitas que recebi apenas neste blog, em quase cinco anos de blogger, e também pelos comentários e os convites. Muito obrigada!




Andamos Sobre as Águas







Andamos sobre as águas,
O sal entre os cabelos,
As ondas sob os pés
Pisando a maresia,
Sentindo as profundezas
Nas solas, entre os dedos,
Os olhos no horizonte,
O pensamento, longe.

Sob os pés, os mistérios,
Segredos abissais,
Que a mente não alcança,
Que a lógica não sente,
E o fio curto e brando
Da vida, entre os dentes,
No meio do sorriso,
No Mar do Eternamente...




quarta-feira, 8 de março de 2017

MULHER








Mulher, 
Ícone de beleza, 
Força e magnitude,
Do bolo, a cereja,
Da alça, o ataúde!

Mulher,
Projeto de deusa,
Rainha do lar,
Mais linda que a Edileusa,
Da Terra, o mar!

Mulher, 
Símbolo de força,
Da forca, a corda
Rainha do destino,
A chefe da horda!

Mulher,
Santa peregrina,
Poderosa e delicada,
Mãe, esposa, filha
Da mãe que a pariu,
Orgulho do Brasil!

.


.


.


.
Gente...
Me poupem.




segunda-feira, 6 de março de 2017

Por que?





A pior pergunta
Que vem com a noite,
Caída sobre a moita,
Do céu, vindo em gotas
Descansando, indiferente,
À beira da calçada
Observando os passos
Dormentes, apressados
Que dela não se ocupam.

A pergunta mais tola,
A arrasadora,
Que sai pelas chaminés
Das fábricas imensas,
É servida nas marmitas
Sem pensar, engolida
Assistida nos filmes
-Retratos da vida.

A pergunta inclemente,
Nos ônibus e trens,
Nos supermercados,
Nos blogs, nos sites,
E nas homenagens,
Escrita em listagens,
A mais evitada.

Pergunta impertinente,
Rói dentro da gente,
A desafiadora,
Que não tem resposta,
A não ser, mais uma
Pergunta encarnada
Que, desencarnada,
Não quer dizer nada.





sexta-feira, 3 de março de 2017

Solidão






Pôr-do-sol. Solidão.
O homem sentado na pedra,
Olhando o mundo,
A multidão cega.

Chuva cai. Solidão.
Palavra tatuada na pele,
Escrita na pedra,
Presa na garganta,
Não há redenção. Solidão.

Anoitece. Solidão.
O homem pregado na Cruz,
A luz se apagando
No fundo, no mundo,
Um lume assume o comando.

O povo errando,
De mãos dadas,
Ilusão. Solidão.





Cópia







A mente
Mentia,
Era uma cornucópia
Profunda,
Vazia.

Palavra cortada,
Folha rasgada
Pensamento
Que não refletia.

Memória estagnada,
A rosa roubada
Que não tinha
Perfume
Nem lume.

Heresia,
Apenas mania
Seu queixume.

Mirarava-se em vidro
Que não refletia,
Espelho sem aço,
Partiu-se em estilhaço
Ao fim do dia.

Não sei se foi pena;
O absurdo comove
E as coisas se movem
No fundo do fosso,

Na lama do esgôto
Que sempre surgia
Ao abrir da sua boca
Que nada dizia.

Queria ter fome,
Porém - curioso!
Matara o apetite
Que a satisfazia.

Ninguém teve culpa,
A não ser a boca
Que um dia, cuspiu
A tal profecia.






MINHA MISSÃO É ESTAR AQUI

Estava lendo  uma entrevista da psicóloga e personal coach americana Laura Ciel, no qual ela fala sobre aquele momento (momen...