quarta-feira, 2 de maio de 2012

VÁ!

Se é tarde, vá.
Mas sabes voltar?
Perca-te no mundo,
Mas sabes te achar?

O corte que fazes
Há de se fechar,
Vá se já é tarde,
Não tentes ficar!

A Roda da Fortuna
Não cansa de girar...
Uma coisa vai
Pra outra chegar!

Não olhes para trás,
Respire bem fundo,
O mundo te espera,
Veja o que ele traz!

Talvez, se voltares,
Eu não mais esteja,
Então não te ocupes
Com minha tristeza...

Irás para um lado,
Irei para o outro...
E o amor que sobrar
Logo estará morto!

2 comentários:

  1. Por vezes nem o amor sobra, antes mesmo da partida. Verdadeiras palavras para muitos.

    ResponderExcluir
  2. Ana, seu texto me trouxe a história da Mulher de Ló, que não obedeceu a ordem de Deus: olhou para trás e foi transformada em Estátua de sal (Gn 19:26).
    Nessa passagem Bíblica conseguimos entender que o simples fato de olhar para trás pode desencadear algum tipo de sentimento que uma pessoa renovada e liberta nunca poderia sentir e não podemos deixar que coisas do passado nos tirem de nosso objetivo.
    A maior exigência que se tem quando se busca uma vida nova é que nos desliguemos das coisas que derrotam e geralmente essas coisas estão atreladas ao nosso passado e nos submetem a velhos erros. Como sempre, um excelente texto, Ana! Abraços. Ana Ferreira.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...