sexta-feira, 11 de maio de 2012

Ferida



Faltam pedaços, faltam bordas
Mas no Todo estou contida
Rosa efêmera, ferida,
Mas cheia de vida.

Às vezes solta-se
Mais uma pétala,
E cai ao chão, rendida...

Outra brota, consistente,
Da fonte da vida.




4 comentários:

  1. Hoje brotam mais espinhos que pétalas, esses demoram pra cair. É a vida Ana, cheia de coisas lindas e outras horríveis.

    ResponderExcluir
  2. Vou te dar um selo: ESTE BLOG ATRAPALHA MINHA CARREIRA ACADÊMICA!!!! Showwwww!!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

REFLEXÃO

Já muito andei sem enxergar, sem ver, O que me fez e me desfez, a fome... "Ana" é o nome que alguém me deu, M...