segunda-feira, 21 de maio de 2012

Eu Posso



Eu posso passar, tentando não ver
A beleza que me cerca,
O gato na cerca,
O passarinho que dá um voo rasante
Sobre os meus sonhos.

Posso fechar os olhos
Ao azul do céu,
Á miríade das formas e cores das nuvens,
Posso tapar os ouvidos
Quando ouvir o riacho que sussurra.

De cabeça baixa, eu passo
(E eu posso passar)
Ignorando tudo, negando a beleza...
Mas o que fazer,
E como não me render
Quando ela cai da árvore e se esparrama no chão
Bem na minha frente,
Sem palavras,
Aos meus pés?

Um comentário:

  1. "Tudo posso naquele que me fortalece."
    Desejo uma semana abençoada pra você Ana!
    Beijos de paz,
    Lu.

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua presença! Por favor, gostaria de ver seu comentário.

Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...