Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

85 Anos é Muito Tempo...

Imagem
Na tua idade, cabem quase duas de mim. Daria, nesse tempo, para uma pessoa da minha idade ter vivido quase duas vezes! 
Hoje eu fiquei me lembrando de quando eu era pequena - e os irmãos maiores já trabalhavam - e você ficava me contando histórias de sua vida quando era criança. Falava do colégio interno, de como foi difícil ser órfã de mãe aos quatro anos, das casas por onde passou e foi mal tratada, e das que foi bem tratada. Me contava dos dias de visita de seu pai - meu avô no colégio interno, e dos doces que ele levava e você tinha que repartir entre todas as outras meninas, sobrando só um pedacinho de nada para você. Falava das visitas de Getúlio Vargas a Petrópolis, e de como as meninas do colégio interno iam ficar olhando a rua, para vê-lo passar, e acenavam para ele.
Você me contava de um namorado chamado Daniel, que usava um terno horroroso, amarelo com xadrez marrom, e que por isso - só por isso - você não quis namorá-lo. Falou de um outro, de família muito rica e tradicional…

Reflexão Sem Noção

Imagem
O dia por aqui está escuro como o início de uma noite apocalíptica. O friozinho parece que está finalmente começando a dar as caras... e eu, na área de serviço, passando uma pilhona de roupas. Nossa, acho que nunca deixei acumular tanto! Mas o bom de passar roupa é que a gente começa a pensar em montes de coisas... e algumas das coisas nas quais pensei hoje, são as que seguem:
-Jamais, em nenhum momento de minha vida, eu te desejaria mal. Jamais quereria ver o seu fracasso, e nem ficaria jogando mau agouro sobre quaisquer de seus projetos.
-Eu sempre te receberei de portas abertas, e sempre segurarei a tua mão, não importa o quanto haja de ingratidão.
- Jamais jogaria indiretas contra você; só poderia dizer-te, com sinceridade e muito cuidado, aquilo que eu realmente penso, caso você me perguntasse. E não falaria mal de você 'por trás.' Prefiro fazê-lo 'pela frente.' Acho mais justo.
-Mesmo que eu achasse que você cometeu o maior erro do mundo, eu jamais deixaria de te ouv…

Caixinha de Jóias

Imagem
Linda,
Continha jóias valiosas.
Ao abrir-se a tampa,
Derramavam-se rubis,
Esmeraldas,
Diamantes,
Ágatas,
Ouro, ouro, ouro...

Jóias valiosas
Que ornavam a vida
Espargindo a existência
Com brilhos e cores.

Um dia,
Apenas
A caixa
vazia.

Para onde foram as jóias?
Quem sabe, um dia?...

Dedos

Imagem
Retos, em riste, Tracejando pontos Torneando, Contornando, Pedem silêncio Apontando.
Espalham o brilho No lábio seco, E tecem o pano, Habilidosos.
Com a ponta, Testam a água, Apertam botões, Cutucam mentes.
Fazem um sinal Obsceno, Depois, erguem dois Em paz e amor.
Molham na língua, Virando a página, Marcam o caminho Da linha, à unha.
Erguem-se em dúvida, Descascam  a uva, Fazem o sinal Da cruz, furtivos.
Tamborilam Sobre a mesa, Marcando o tédio Cobrindo a boca Que boceja.
Dão petelecos No que desprezam, Esmagam sonhos Com o polegar.
Dedos temidos, Mas distraídos:
um belo dia São esquecidos Por sobre o cepo Aonde desce A guilhotina.




TENHO RESPONSABILIDADE!

Imagem
Viva assim. Faça assado. Não escreva isso. Não publique aquilo. Seja deste jeito, não daquele. Não diga tudo o que pensa. Não pense tudo o que diz. Não dê ouvidos. Finja que gostou. Seja sociável. Sorria. Agora, pode chorar. Abra as portas. Saia mais. Saia menos. Menos saia. Não mude de idéia, ou parecerá vulnerável. Não deixe de mudar de idéia, ou parecerá retrógrada. Procure não errar. Procure por seus erros. Não fale mal. Não fale bem. Não fale. As pessoas vão pensar que...
Querem saber?
Eu é que sei de mim!
Se não te agrada o que eu faço, vá plantar batatas! Existem motivos para tudo o que eu faço: a maneira como expresso a minha alegria e a maneira como expresso minha tristeza. Dizer as coisas que digo e não dizer as coisas que não quero dizer.
Escrevo sobre o que eu quero, leia quem quiser! Meu livro é importante para mim, e se não for para você, é um direito seu. Dane-se. Pago minhas contas, pago para viver e estou com as minhas vacinas em dia. Cuido da minha casa, varro minha…
Imagem
Noite. Na cozinha, o chiado da panela de pressão e o olhar doce e confortante de minha cadela. No CD, Beatles. A taste of Honey. Eight Days a Week.
Cherinho do louro que uso para temperar o feijão. I Feel Fine...
Estou sozinha, e  de repente, enquanto escrevo, sinto como se alguém tivesse chegado e se debruçado sobre meu ombro para espiar o que escrevo. Acho que todo mundo já teve um dia essa sensação. E quando nos viramos, para ver quem é, não há ninguém. Antes, eu tinha medo; pavor! Mas agora, não tenho mais.
Escrevo em um velho caderno pautado, para não perder a prática.
Amanhã é dia de faxina, então Latifa, minha cadela, hoje tem passe livre para brincar de cachorrinha de madame dentro de casa. Mas amanhã, quando eu estiver passando o aspirador e ela sentir o cheirinho de desinfetante e cera, saberá que sua folga acabou.
Help! I need Somebody...
Fechei a porta da sala, pois os morcegos costumam entrar quando escurece.
Viro a página para escrever do outro lado, e sempre desenho, …

A MARAVILHA DE VIVER

Imagem
Você nasce, E o teu primeiro choro Torna-se o real motivo, o principal, Da alegria de seus pais. Você cresce, Aprende, caminha, avança, Faz amigos, vai à festas, Faz inimigos, E ao aprender a relacionar-se, Vence e perde muitas batalhas.
Você se apaixona, Pela primeira, segunda, terceira vez... Aprende a amar, decepciona-se, encanta-se, Talvez traia, ou seja traído. Descobre , nos membros de sua própria familila, Seus maiores aliados E seus piores inimigos.
Você estuda, se forma, arranja um trabalho, E quer você goste dele ou não, É isso o que faz para viver. Você sai, vai ao cinema, viaja, lê, Anda pelas ruas sozinho, Embriagando-se nos piores momentos E aprende a fumar, Para depois, desaprender.
Um dia, você acha que está ficando velho demais, E se casa, talvez tenha filhos, Forme uma linda família, Consiga aquela tão sonhada promoção Que, na verdade, só trará horas extras, problemas extras, Aborrecimentos extras... Quem sabe, uma doença grave. Você planta uma árvore, escreve um livro E acha que já fez tudo.
Você q…

Pequenas Maldades (humor)

Imagem
Eu espero que você ganhe a Megasena Sozinho E que veja, estupefato o bilhete voar E cair dentro de um rio poluído e bem profundo.
Eu espero que você tenha uma cólica Intestinal Bem no meio daquele encontro amoroso e fatal, Essencial.
Eu espero que você vá àquela entrevista de emprego Bem confiante E que após duas horas se gabando, você saia E perceba que seu nariz estava sujo O tempo todo, E que havia uma casca de feijão Bem em cima de seu dente.
Eu espero que, num dia de chuva, Você esteja vestindo aquele terno passadinho Para ir à formatura dos netinhos ou sobrinhos E um carro passe, esparramando lama E te sujando inteirinho.
Eu espero que aquela ostra maravilhosa Esteja estragada, E que chegando na emergência do hospital Para fazer uma lavagem estomacal A sua cueca esteja suja e furada.
Eu espero que, na pista de dança, Você esteja imitando o John Travolta E rebolando, e dando mil voltas Enquanto a galera te aplaude, E, ao se cuvar durante um passo mais ousado, Perceba que o fun…

Substância

Imagem
Tomara que eu possa viver o meu tempo Sem precisar rir forçadamente E dizer coisas idiotas Sempre que o silêncio for mais adequado.
Que eu jamais escreva A minha própria biografia, Pois quem interessar-se-ia?
Que eu viva sem a necessidade De ter sempre, a última palavra, Mesmo que essa palavra seja A mais substancial prova De minha imbecilidade.
Que eu possa permanecer até o fim Sem escrever coisas ruins demais, E se escrever Que ninguém leia, E se lerem, que  esqueçam.
Tomara que eu tenha, até o fim, Apenas um nome nessa vida, E que eu possa assiná-lo com naturalidade.
Que todos os dias, eu olhe A minha face no espelho, Sem precisar dizer a mim mesma: "Qual é mesmo a face que eu vou usar hoje?"
Que eu saia desta vida, um dia, De consciência limpa, Porque jamais caluniei ninguém, E jamais acreditei em calúnias.
Que eu sobreviva, de cabeça erguida, Porque não devo nada a ninguém, Não preciso ser perfeita, Não preciso ter razão, Não preciso.

Micos do Passado

Imagem
Quando nos casamos, moramos durante sete anos em um apartamento próximo à casa dos meus sogros. Era bonitinho, mas tinha um porém: ficava no andar térreo, e em frente a ele, a apenas alguns passos, havia um bar/mercearia. Os donos do bar - do qual éramos clientes- eram jovens estudantes de Direito. Todos gente boa... vizinhos antigos do bairro.
Durante o dia, eu e meu marido trabalhávamos fora, só voltando para casa à noite; portanto, durante a semana, só íamos para casa para dormir. E tudo era uma maravilha, exceto pelas sextas feiras. Os meninos que eram donos do bar, gostavam de reunir os colegas de faculdade à noite. Apesar da cervejada acontecer dentro do bar, por trás das portas fechadas, devido a proximidade ao nosso apartamento, era difícil pegar no sono. Mas nós aguentávamos; afinal, nós gostávamos dos garotos, eram nossos vizinhos, e nós, seus clientes. E também já tínhamos sido tão jovens e barulhentos quanto eles.
Mas em uma certa sexta feira, meu marido precisava muito desc…

ESCREVO...

Imagem
As praias cheias de gente E de sol, Nas ruas, pessoas Indo sempre A algum lugar... Férias, viagens, carnavais,
E eu, escrevo.
Homens de terno, Gravatas-forcas, Aos microfones Fazem discursos A tanta gente louca Que os escuta.
E eu, escrevo.
Dentro dos carros A impaciência nos sinais, Os engarrafamentos E os telefonemas excusos Que não devem ser ouvidos.
E eu, escrevo.
Nos motéis, gemidos e sussurros Todos bem ensaiados, Atos mecânicos, sem sentimentos, Prazeres fingidos E comprados.
E eu, escrevo.
Pessoas nascem, gritam ao chegar, Pessoas morrem, gritam ao sair. Os hospitais, portais. Um grupo ri, e o outro chora, Outros, vão embora.
E eu, escrevo.

Sentido

Imagem
Um braço de rio, Uma curva, Um galho de árvore, Uma ruga Na testa.
A vida em festa Infesta sentidos Insere motivos Ao que 'inda resta.
Viver é nobre, Vale esta ruga E este pesar  Por sobre a alma,
Viver é longo, Exige calma, Exige sonhos Exige ser.
Viver é tudo O que nos resta Graças a Deus, Graças!...

Discretamente...

Imagem
Tarde cinzenta E silenciosa... Em meu jardim, Dormem as rosas Que eu plantei Com minhas mãos E adubei Com o que restou Do que amei.
Discretamente Um passarinho Pousa na cerca Triste e sozinho Eleva um canto Doce, baixinho Como quem teme Ser escutado.
Ele alça voo, Vai pelas fendas Das nuvens cinzas Entreabertas Some na tarde Triste e cinzenta E as rosas dormem Tão bem fechadas...
As margaridas Estão cansadas, A grama seca Sob as camélias As folhas murcham Ficando velhas A noite as cobre Com sua capa.
Atrás do monte O sol responde Ao meu chamado E se espreguiça Abrem as rosas Suas corolas As cores voltam Discretamente...

Vai Ficar Tudo Bem...

Imagem
Em 2011, algo terrível abateu-se sobre a minha família. Quem me conhece, sabe o que foi: a morte de meu sobrinho, aos 24 anos, após uma doença sofrida e prolongada.
Durante um ano, desde o diagnóstico, nós andamos juntos na corda bamba, e quando perdíamos o equilíbrio, era ele quem nos amparava; e vice-versa... pensávamos todos, com fé e otimismo, que a nossa história teria um final feliz. E o único final feliz que conhecíamos, era a cura.
Durante um ano, vimos Ricardo lutar bravamente, e ele não lutou sozinho. Teve o amparo da família e das centenas de amigos que estudavam com ele em Campos, na faculdade de biologia. Meninos que moram em várias partes do país, e que às vezes vinham aos finais de semana, após longas viagens, só para vê-lo; e todos estavam aqui, no dia de sua despedida.
Ele teve também a prova irrefutável do amor de sua namorada, Milena, que esteve sempre ao lado dele, mesmo nos momentos mais difíceis, em que a doença prejudicou seus movimentos nas pernas e atingiu as fei…

Minha Oração

Imagem
Deus, Devolva-me as emoções, Mas ajuda-me a tirar delas, a dor. Ensina-me o perdão, Pois sem ele, A vida torna-se insuportável! Não livrai-me de meus inimigos, Pois através deles, Aprendo; mas antes, Ensinai-me a conviver com eles, E quando puseres um espelho à minha frente, Fazei com que eu enxergue. Ensina-me a humildade, Mas não o servilismo. Mostra-me caminhos, Mas deixai que eu faça a escolha. E se houver erros, (com certeza, eles existirão sempre), Que me reste a dignidade De reconhecê-los e corrigí-los E através deles, Aprender um pouco mais.
Deus, Que eu não dê tanta importância Ao que pensam de mim, Ao que falam de mim, Ou como me julguem. Dai-me a força de caráter Para pairar com serenidade Sobre estas coisas. Ontem mesmo, Deus, Recebi um de seus recados. Alguém contou-me uma história, dizendo: "Um dia, recebi um chute, Mas foi bom, Pois ele me fez andar para frente." Mas se for necessário, Deus, Fazei com que eu volte sobre o caminho E reveja lições, Mas que depois, Eu siga em frente.
Deus, Eu sei muito…

A FESTA

Imagem
Era uma festa, um baile, Com muitos risos e brilhos E uma orquestra que tocava Da vida, cada estribilho.
Havia gente espalhada Pelos salões e sobrados, Alguns, de caras lavadas, Outros, bem mascarados!
A valsa tocou, solene, Convidando para a dança... Alguns vestidos de gala, Já outros, qual pajelança...
(Ouviam-se gargalhadas De mulheres que dançavam Disfarçadas como fadas E de outras, mais astutas, Vestidas de prostitutas).
Havia reis e rainhas Princesas, e muitos sapos Desejando ser beijados À luz das velas acesas.
Sobre as mesas, partituras De minuetos calados Que nunca serão tocados, Pois o que foi censurado Desapareceu das linhas.
Havia céu e inferno, Jardins de múltiplas flores, Uma chuva que caía Lavando o sangue das rinhas.
E no meio do salão Mil casais rodopiavam! Viviam a doce ilusão De amar  e serem amados...
Era servido à vontade Um licor vermelho sangue Que apagava a saudade Deixando a memória estanque,
Mil vidas se derramavam Mil mortes eram choradas... E bem no meio de tudo, Ouviam-se as gargalhadas!
Esperança…

FACES VIRTUAIS

Imagem
Tinha mil e uma faces,
E personalidades,
Todas elas, verdadeiras.

Era o deus que criava
Seus personagens,
Distribuindo-os pelo mundo...

Apaixonavam-se,
Odiavam,
Matavam,

Morriam...

Causavam dores e espanto,
Alegrias e surpresas,
Faziam amigos
E inimigos...

Tocavam vidas,
Depois, sumiam
E renasciam
Com outras faces.

A quem com eles
Se envolvesse,
Sobrava apenas
Um grande vazio,
Pois eram pó
E ao pó, voltavam!

Quantas almas cabem
Dentro de um só ser?
Ficará sabendo
Quem pagar para ver...

E eu, de um canto,
Assisto a tudo,
E não entendo
Não compreendo,
Quem é real
No virtual!

*******************

A VERGONHA

Imagem
Alguns sentimentos são associados à morte, em expressões populares: morrer de medo, de tristeza, de inveja, de vergonha. Talvez seja porque estes sentimentos, quando perdem o controle, podem realmente, matar alguém. Às vezes, a pessoa a quem eles são dirigidos, mas na maioria das vezes, a pessoa que os sente e não consegue controlá-los. Já é sabido que estas e outras emoções negativas podem desencadear uma série de doenças (recomendo, a quem se interessar pelo assunto, leituras sobre doenças psicosomáticas).

Mas hoje eu escolhi falar sobre a vergonha.

Quem nunca sentiu vergonha? E quem nunca percebeu que, na maioria das vezes, a vergonha é um sentimento muito mais associado ao que fazem as pessoas próximas, do que ao nosso próprio comportamento? Por exemplo: podemos sentir vergonha da amiga escandalosa, do pai alcóolatra, do marido violento, do patrão agressivo... sentimos vergonha de estar em locais públicos em companhia de certas pessoas.

Mas o sentimento da vergonha ta…

COMPETIÇÃO - FÚRIA DE TITÃS

Imagem
Eu às vezes me pergunto o porquê dos seres humanos terem criado a necessidade de competir, de mostrarem quem, dentre nós, é o melhor, o mais preparado, o bonzinho. A todo momento, a raça humana sai por aí, criando opostos: bom/mau; inteligente/estúpido; competente/incompetente. Nem sequer atentam para o fato de que todos nós, em diferentes momentos da vida e em diferentes funções, passamos por estes extremos! A necessidade de competir é tão grande, que as pessoas matam e morrem poraquilo que eles chamam de “vitória!”

Vencermosa nós mesmos, todos os dias, superando defeitos, aprendendo a ser pessoas melhores – não melhores que as outras, mas melhores que nós mesmos- já é uma tarefa tão difícil...

Uma vez, alguém me disse que a própria natureza é que nos fez competitivos, e citou a seleção natural como exemplo; na natureza, apenas os mais fortes sobrevivem. Mas alguém aí já viu leões competindo para ver quem é capaz de abater o maior número de presas? Não! Eles não são estú…

Tranquilidade

Imagem
Ah, é bom poder desfrutar de tranquilidade!
Cada vez mais, a vida vem me ensinar que a minha tranquilidade está em mim mesma, e não no que vem de fora! Dar murros em pontas de faca para quê? O importante, é sempre tentar de novo. Reerguer-se. Procurar novos caminhos, quando os velhos caminhos tornam-se tortuosos demais, e passam a ser um tormento, ao invés de uma ligação entre nosso caminhar e nosso destino.
Graças a Deus, existem outros caminhos! E não é possível que pelo menos um deles não seja o certo.
É importante conseguir proporcionar corretamente os acontecimentos, não deixando que algo ruim ocupe todo o espaço que resta, pois sempre restam muitas coisas boas para cada coisa ruim que me acontece. Basta ficar calma... esperar a resposta...
Eu estava em dúvida sobre uma decisão tomada. Achava que talvez voltar atrás fosse uma boa solução, e foi o que eu fiz. Mas descobri que o que eu tinha deixado para trás, fica melhor lá atrás, onde deixei. Mas foi preciso voltar e me machucar…

SILÊNCIO

Imagem
No silêncio lento, Me acalmo E vejo ainda O que eu tenho:
Tenho um jardim Com passarinhos, Grama cortada, Um céu em cima; Tenho uma casa Várias janelas, Tenho uma porta E cadeados.
Tenho canções No meu pendrive, Tenho endereços No meu email. Tantas pessoas, Tantos contatos...
Pensando bem, Eu nada tenho!...
Penso melhor: Existe a vida, Com a vontade De ser vivida, Existe um cão, Um coração, O meu trabalho, Os meus poemas...
Pensando bem, Valerá, sempre, Da vida, a pena!
Tenho uma pena!...

ILUSÔES

Imagem
Não importa Quantas vezes  Caias ou levantes. Nada se altera, Quer sejas manso Ou sejas fera.
A tua vida Ao terminar Só deixará  Um triste rastro Que se apagará, E mesmo que deixe Uma bandeira Em algum mastro, O tempo, atento, A rasgará.
A vida atua Sobre as pegadas E as apaga Sem deixar traços.
As traças comem Tuas roupagens, Os vermes sorvem A tua carne.
E a tua alma Sobrevivente Será lembrança Que se apaga E o tempo leva Sem deixar nada!
*************

"Vaidade das vaidades, tudo é vaidade..." - Eclesiastes

CORREDEIRAS

Imagem
Rolam pelas corredeiras As histórias que juntei Em uma vida inteira!
Palavras destruídas, Derretidas Pelas águas rápidas...
Frases desfazem-se Ao baterem nas pedras, Deixando letras pelas margens...
Vem os pássaros E as recolhem no bico, Alçando um voo eterno...
Onde irão pousar?
Rolam pelas cachoeiras Da minha ausência As histórias que escrevi, Contei, Vivi e chorei...
Minha memória É afogada Nas corredeiras, entre as pedras,
E eu olho, lá do fundo, A claridade do céu Enquanto morro...

Amizades

Imagem
Uma amizade verdadeira é um bem de valor incalculável! Pena que amigos verdadeiros sejam tão raros... mais uma vez, a vida e a experiência vieram para mostrar-me este fato.
E o que significa, ser um amigo verdadeiro? Bem, a amizade pode significar diferentes coisas para as pessoas, dependendo da maneira que elas tem de encarar a vida e os fatos. Alguns acham que ser amigo é viver amontoado, como os bichinhos aí da foto, sempre uns por cima dos outros, engalfinhados, esquecendo-se de uma palavrinha que para mim, é muito importante: respeito e privacidade. Nesses meus quarenta e seis anos de vida e de rarísssimas pessoas que encontrei pelo caminho e que posso chamar de amigas - façam elas parte de minha vida atualmente ou não - aprendi a estabelecer alguns critérios; para mim, um amigo é aquele que...
-Respeita as nossas decisões, mesmo que elas o desagradem. Entendem que cada um precisa ter as suas próprias experiências e caminhos de aprendizado.
-Alegra-se sempre com o nosso sucesso, mes…